top of page
  • Foto do escritorGuilherme Cândido

Palpites para o Oscar 2018

Olá, amigos. O ano está passando voando… Janeiro já havia durado pouco, o Carnaval já passou, e o Oscar já será nesse domingo!


E este ano teremos uma premiação com fortes tendências de divisão. Apesar da polarização entre ‘A Forma da Água’ e ‘Três Anúncios Para um Crime’ na categoria máxima, as outras estatuetas devem se dividir entre os demais filmes.


Com uma força que só cresceu, durante a temporada de premiações, A Forma da Água seria a aposta segura, o que coroaria o celebrado cineasta Guillermo Del Toro e marcaria a vitória de um mexicano pela 4ª vez em 5 anos. Seria interessante ver a reação do presidente estadunidense Donald Trump…


Porém, do outro lado da moeda temos Três Anúncios Para um Crime, um filme acidamente crítico e que surfa a onda politizada que vivemos. Com um roteiro extraordinário que trafega com brilhantismo entre várias alegorias sociais, é um belo concorrente para a obra de Del Toro.


Já nas categorias de atuações, a Academia vibra com o sucesso alcançado pela campanha de aumentar a representatividade entre os indicados. Isso, por outro lado, não deve influenciar os vencedores, a exemplo de Gary Oldman, favorito a Melhor Ator por seu desempenho assustador em O Destino de Uma Nação. Uma unanimidade, Oldman não parece ter chances reais de perder sua estatueta, ao contrário de Frances McDormand que, por Três Anúncios Para um Crime, deve levar o prêmio de melhor atriz, mas Sally Hawkins corre por fora com sua performance brilhante em A Forma da Água. Saoirse Ronan, vencedora do Globo de Ouro, também não deve ser desprezada.


Já os coadjuvantes estão praticamente definidos: Alisson Janney, por Eu, Tonya e Sam Rockwell por seu polêmico personagem em Três Anúncios Para um Crime. Aqui, será mais difícil ainda de termos uma zebra. Mas, se ela aparecer, Willem Dafoe (Projeto Flórida) é o único capaz de representá-la.


Sem mais delongas, confira minha lista de palpites (e preferências).


Melhor Filme


Deve ganhar: Três Anúncios Para um Crime


Meu favorito: Três Anúncios Para um Crime


Comentários: A estatueta mais cobiçada da noite deverá terminar com A Forma da Água ou Três Anúncios Para um Crime. Isso é uma das certezas da noite, apesar da corrente que defende Corra! como um possível beneficiado da divisão de votos. E mesmo que a fantasia romântica de Guillermo Del Toro esteja à frente no placar de vitórias nas outras premiações, minhas apostas vão para a comédia de humor negro estrelada por Frances McDormand. Não só o roteiro é brilhante, como os próprios temas costumam agradar mais a Academia. Além disso, com a possível vitória de Del Toro como Melhor Diretor e a recente tendência de filmes diferentes levarem as duas categorias mais cobiçadas, a balança passa a pender mais para Três Anúncios Para um Crime (lembre-se de Moonlight). Por outro lado, a nova leva de membros da Academia demonstra uma evidente intenção de renovar a premiação, o que pode acabar beneficiando o frescor trazido por A Forma da Água. Para resumir, é uma disputa aberta, mas aposto minhas fichas em Três Anúncios Para um Crime.


Melhor Diretor


Deve ganhar: Guillermo Del Toro – A Forma da Água


Meu favorito: Guillermo Del Toro – A Forma da Água


Comentários: Vencedor de quase todos os prêmios pregressos e dono de uma carreira repleta de prestígio e admirada por toda a comunidade cinematográfica, Guillermo Del Toro será mais um mexicano a ganhar o Oscar de Melhor Direção. Azar de Donald Trump.


Melhor Ator


Deve Ganhar: Gary Oldman – O Destino de uma Nação


Meu favorito: Gary Oldman – O Destino de uma Nação


Comentários: Praticamente a reencarnação de Churchill e excepcionalmente caracterizado, Oldman se aproximou, como poucos, da unanimidade e sua vitória é apenas questão de tempo.


Melhor Atriz


Deve ganhar: Frances McDormand – Três Anúncios Para um Crime


Minha Favorita: Sally Hawkins – A Forma da Água


Comentários: Apesar da entrega admirável de Sally Hawkins, Frances McDormand acabou dominando toda a temporada de premiações e o Oscar será a cereja do bolo.


Melhor Ator Coadjuvante


Deve ganhar: Sam Rockwell – Três Anúncios Para um Crime


Meu favorito: Sam Rockwell – Três Anúncios Para um Crime


Comentários: No início da temporada de premiações, era Willem Dafoe quem liderava as apostas, mas depois que Sam Rockwell entrou no páreo, nunca mais foi alcançado e, aos poucos, vai trilhando seu caminho rumo ao seu primeiro Oscar. Com uma carreira mais proeminente no cenário independente, já ofereceu grandes performances como em Confissões de uma Mente Perigosa e no recente O Verão da Minha Vida, mas nunca esteve no radar das grandes premiações. Com participações em obras mais conhecidas como Homem de Ferro 2, Cowboys e Aliens e O Guia do Mochileiro das Galáxias, deverá receber muitos convites em blockbusters futuros.


Melhor Atriz Coadjuvante


Deve ganhar: Alisson Janney – Eu, Tonya


Minha favorita: Laurie Metcalf – Lady Bird: A Hora de Voar


Comentários: Dificilmente Alisson Janney perde esse Oscar. Mas se a zebra aparecer, todas as outras candidatas estão em plenas condições de vencer. Porém, minha torcida vai para a multifacetada atuação de Laurie Metcalf, outra artista que deve ter a carreira impulsionada pela indicação ao Oscar.


Melhor Roteiro Original


Deve Ganhar: Corra!


Meu favorito: Três Anúncios Para um Crime


Comentários: Será a maior frustração do Oscar 2018 se o excepcional roteiro de Martin McDonagh não ganhar. Também será um belo teste de popularidade do provável maior vencedor da noite e a única chance real do superestimado Corra! de levar um prêmio.


Melhor Roteiro Adaptado


Deve Ganhar: Me Chame Pelo Seu Nome


Meu favorito: Me Chame Pelo Seu Nome


Comentários: Com outras três indicações ao Oscar (todas como diretor), o veteraníssimo James Ivory tem tudo para fazer história, já que poderá ser a pessoa mais velha a conquistar uma estatueta, aos 89 anos. Os demais indicados, embora competentes, são meros azarões.


Melhor Montagem


Deve ganhar: Dunkirk


Meu favorito: Dunkirk


Comentários: Christopher Nolan parece ter aversão a histórias banais. Deve ter uma dificuldade tremenda em aceitar contar uma história linear (e cronológica). O que Nolan faz aqui é desafiador para qualquer montador, já que são três linhas narrativas diferentes, separadas por tempo, mas que se intercalam. Será uma decepção particular caso não saia com a estatueta.


Melhor Direção de Arte


Deve ganhar: A Forma da Água


Meu favorito: A Forma da Água


Comentários: A maior virtude de A Forma da Água é seu design de produção. A paleta de cores, o uso do azul-petróleo e todo o encaixe com o restante do filme é de tirar o chapéu, mesmo que não seja surpreendente para um filme de Guillermo Del Toro.


Melhor Figurino


Deve ganhar: Trama Fantasma


Meu favorito: A Forma da Água


Comentários: Seria no mínimo estranho um filme sobre um figurinista genial não ganhar aqui. Porém, por mais luxuosos que sejam os modelos concebidos por Mark Bridges, o figurino de A Forma da Água segue fielmente a cartilha, contando uma história própria através de detalhes sutis e em sintonia perfeita com o design de produção. Quem corre por fora é A Bela e a Fera.


Melhor Edição de Som


Deve ganhar: Dunkirk


Meu favorito: Blade Runner 2049


Comentários: As duas categorias de Som costumam ir para o mesmo filme. Caso isso não aconteça esse ano, torço para que o suntuoso trabalho de Blade Runner 2049 seja premiado.


Melhor Mixagem de Som


Deve ganhar: Dunkirk


Meu favorito: Em Ritmo de Fuga


Comentários: Os filmes de Christopher Nolan costumam prezar pela excelência técnica, com ênfase nos efeitos sonoros. Dunkirk não é exceção, mas a proeza realizada por Em Ritmo de Fuga é digna de um Oscar. Sincronizar música e tiros é somente uma das façanhas deste hit de 2017.


Melhor Trilha Sonora


Deve ganhar: A Forma da Água


Meu favorito: A Forma da Água


Comentários: Por mais que admire Hans Zimmer (há bastante tempo) e sua trilha para Dunkirk, é preciso reconhecer as belíssimas composições do francês Alexandre Desplat para A Forma da Água.


Melhor Animação


Deve ganhar: Viva - A Vida é Uma Festa


Meu favorito: Viva - A Vida é Uma Festa


Comentários: Uma das barbadas da cerimônia. Qualquer outra vitória será uma tremenda surpresa, embora o belo Com Amor, Van Gogh também faça por merecer.


Melhor Filme Estrangeiro


Deve Ganhar: Uma Mulher Fantástica


Meu favorito: The Square – Arte da Discórdia


Comentários: Sem dúvida alguma, a disputa mais acirrada da noite. Minha escolha seria o excelente filme sueco The Square, mas o chileno A Mulher Fantástica me parece ter o perfil da Academia. Sem Amor e Corpo e Alma também podem surpreender, mas só torço contra o fraco O Insulto, do Líbano.


Melhores Efeitos Visuais


Deve Ganhar: Blade Runner 2049


Meu favorito: Planeta dos Macacos – A Guerra


Comentários: Uma das categorias mais disputadas da noite. Há a possibilidade de premiar Planeta dos Macacos, cujo reboot não só revolucionou os efeitos visuais, como também consolidou Andy Serkis como o maior expoente do performance capture. Aliás, é a última chance dessa nova trilogia de ganhar um Oscar.


Melhor Canção Original


Deve Ganhar: Remember Me – Viva


Meu favorito: This is Me – O Rei do Show


Comentários: Aqui, Viva poderá se beneficiar do amor que despertou nos membros da Academia, a exemplo do que ocorreu com Toy Story 3 em 2011. A emocionante Remember Me é a favorita, mas se This is Me vencer, será a redenção de O Rei do Show, cujas ótimas canções foram esnobadas, além de ser esquecido em outras categorias técnicas.


Melhor Fotografia


Deve Ganhar: Blade Runner 2049


Meu Favorito: Blade Runner 2049


Comentários: Roger Deakins é um dos melhores diretores de fotografia de todos os tempos e, depois de 14 indicações, nunca levou um Oscar para casa. Dessa vez ele TEM que ganhar. O que não seria nenhuma injustiça, já que trata-se de mais um grande trabalho seu.


Melhor Maquiagem


Deve Ganhar: O Destino de Uma Nação


Meu Favorito: O Destino de Uma Nação


Comentários: O fato de Gary Oldman ter se transformado em Winston Churchill não é resultado apenas de sua grande performance, mas também de um trabalho de maquiagem assustadoramente realista. Qualquer outro vencedor será injusto.



Comments


bottom of page